Novos tipos de cigarro eletrônico e a moda entre os adolescentes


O tabagismo, ou seja, o ato de fumar cigarro é um problema sério de saúde no mundo, pois com mais de 400 substâncias tóxicas das quais 60 são conhecidas e suspeitas de causar câncer. O tabagismo afeta todo nosso corpo nos aspectos emocionais, físicos e mentais. Há décadas médicos e governos vem tentando afastar os fumantes do seu hábito. É uma tarefa complicada. A nicotina vicia tanto quanto a heroína e a cocaína. Há muitos métodos comprovados, aprovados oficialmente para parar de fumar: inaladosres, gomas, adesivos, medicamentos prescritos, etc.. Todos poderão ajudar, mas poucos reproduzem todos os rituais emocionais, físicos e sociais que acompanham o ato de fumar. Justamente nesse mix entrou o cigarro eletrônico, ao contrário dos cigarros comuns que dependem da queima do tabaco, os eletrõnicos usam uma descarga elérica para vaporizar uma dose de nicotina acompanhada por produtos químicos aromatizantes. Eles se mostraram bastante populares nos EUA , Grã-Bretanha e no Japão principalmente entre os adolescentes, principalmente porque muitos deles acreditavam estar usado algo inofensivo. Alguns até adquiriram novos formatos parecidos com um pendrive descaracterizando a ideia do cigarro tradicional.

Do que é feito o Cigarro Eletrônico? A composição do cigarro eletrônico varia entre as marcas. As nitrosaminas, uma família de produtos cancerígenos foram encontradas no vapor dos cigarros eletrônicos. Partículas metálicas do elemento do aquecimento do dispositivo como o cádmio também constitui uma preocupação, além de ser constatado que o vapor dos cigarros eletrônicos podem conter altos níveis de substãncias químicas desagradáveis contendo também radicais livres, substâncias altamente oxidantes que podem danificar o tecido do DNA. Acredita-se que provém principalmente dos aromas.

Estudos em ratos confirmaram que a vaporização pode induzir uma resposta inflamatória nos pulmões, além do vapor ter uma variedade de efeitos desagradáveis induzindo a disfunção renal e espessamento do tecido conjuntivo do coração. Os dados sugerem que a vaporização pode estar prejudicando a barreira epitelial que reveste os pulmões causando inflamação. O estudo preocupante divulgado em agosto informou que os usuários de cigarros eletrônicos tem maior probabilidade de serem diagnosticados com doenças cardiovasculares. A última peça do quebra-cabeça é a nicotina. Além de viciante é conhecida por ter um efeito adverso sobre o corpo. Efeito em crianças e adolescentes

A fonte de preocupação atual são os efeitos em crianças e adolescentes. A exposição a nicotina pode afetar os cérebros em desenvolvimento tornando-os usuãrios mais suscetíveis a outras substâncias que causam dependência na vida adulta. Além disso, o ato de fumar na adolescência tem sido associado a prejuizos cognitivos e comportamentais duradouros incluindo a memória e a atenção. Se você tem esse apego a algo mal conhecido e autodestrutivo nem comece. Preocupe em preservar sua segurança e não estar mais exposto a desenvolver dependências mais sérias. Procure a Action Laser Unidade de Curitiba Fale com os profissionais da Action Laser através do whatsapp (41) 99917-8990 oupelo telefone fixo (41) 3232-4982 email: curitiba@actionlaser.com.br www.facebook.com/ActionLaserCTBA/

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square